Saulo Valley Press

"O Observador do Mundo"

HRW Acusa Síria de usar armas incendiárias em áreas residenciais

Deixe um comentário

As armas incendiárias aéreas foram proibidas em mais de 106 países, pelos danos colaterais mortais que provocam a civis inocentes, mas a equipe de Direitos Humanos do HRW (Human Right Watch) verificou documentos, vídeos e ouviu depoimentos que comprovam o uso de armas aéreas incendiárias pelo regime sírio desde novembro último.

SÍRIA: NA SEQUÊNCIA DO MASSACRE DE KHALIDYA, BOMBARDEIA BABA AMR e IDLIB.

SÍRIA: NA SEQUÊNCIA DO MASSACRE DE KHALIDYA, BOMBARDEIA BABA AMR e IDLIB.

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 13 de Dezembro de 2012 – 12:24 GMT-3

Severa destruição de propriedades e danos à saúde de civis quase sempre irreversíveis, são alguns dos malefícios destacados pela comunidade internacional, para que chegasse à conclusão de que estas armas eram realmente inviáveis, e deveriam ter seu uso proibido.

Nesta quarta-feira 12, Steve Goose, chefe da Divisão de Armas do HRW, alertou para que o regime sírio deixasse de utilizar estas armas, em função do incalculável grau de destruição:

“A Síria deve parar de usar armas incendiárias em reconhecimento ao dano devastador que esta arma provoca”.

O HRW ainda destacou o elevado índice de destruição, citando como exemplo o uso de componentes químicos já conhecidos como irreparavelmente  devastadores, como o napalm, fósforo e o thermite.  Lembrou ainda que as queimaduras provocadas por estas armas, são muito dolorosas. “Doem até o osso, e também podem causar danos respiratórios“, acrescentou.

O uso de crueldade no tratamento das populações que oferecem apoio à saída do presidente Bashar Al-Assad do poder, é no mínimo uma prática diária. E estas armas não são utilizadas ao acaso.

Steve Goose alertou ainda que as queimaduras provocadas por estas tecnologias arrasadoras, são difíceis de se tratar, provocam muito sofrimento e lembrou ainda que nas regiões do conflito não há qualquer infra-estrutura de atendimento a pessoas atingidas por estas armas. Ele lembrou ainda que em suma, as armas incendiárias não permitem a seleção das vítimas-alvo para os civis inocentes.

Elas não permitem a distinção entre as pessoas que militam pelos rebeldes ou simplesmente vivem no local a ser atingido. Mas pra falar a verdade, esta é claramente a intenção do regime sírio, uma vez que vem bombardeando as áreas residenciais de forma indiscriminada desde os 4 primeiros meses da revolução, que visa quebrar o jugo de 48 anos do clã Assad, que se mantém no poder com mão de ferro e derramamento de sangue ao extremo.

O HRW apresentou um relatório que revela o modelo de alguns resíduos destas bombas incendiárias, levados para análise e resultados inseridos nos documentos a serem apresentados contra o regime sírio.  A fonte revelou que, pelo menos 2 destroços das armas foram identificados e classificados.

O primeiro resíduo foi identificado como sendo de uma bomba série “ZAB-100/105”. Estas siglas pertencem a uma série de bombas incendiárias  (Zazhigatelnaya Aviatsionnaya)  normalmente enviadas por meio das aeronaves e de fabricação da extinta “União Soviética”.

O segundo modelo identificado é o “RBK-250 ZAB-2.5” – que tem capacidade de se subdividir em 48 bombas incendiárias Zab 2,5 e é capaz de varrer uma área equivalente a um campo de futebol profissional, destacou o HRW.

Ativistas enviaram vídeos no último mês que comprovam que desde o dia 16 de Novembro/2012, que estas armas estão sendo despejadas sobre Daara, Homs e Idlib.

Opinião:  Eu mesmo já assisti a diversos destes vídeos que comprovam inúmeras pessoas de todas as idades mortas, como vítimas de bombas incendiárias. Mais uma vez voltamos a dizer que a situação crítica deste país não apresenta qualquer possibilidade de melhora, uma vez que a única forma de Al-Assad se manter no poder, é destruindo completamente e literalmente a oposição, que se resume na população inteira dessas cidades e da grande maioria do país.

De onde virá o socorro?

Para ler mais siga o link: http://www.hrw.org/news/2012/12/12/syria-incendiary-weapons-used-populated-areas

Autor: Saulo Valley

Jornalista da Web, repórter, escritor, poeta, radialista, cinegrafista, fotógrafo, Videoprodutor, músico, compositor, modelador 3D, Mestre de Kung Fú e instrutor de Boxe Chinês. Os fatos mais atuais sob olhar analítico do "OBSERVADOR DO MUNDO". Acesse Saulo Valley Post in http://paper.li/f-1326286418 ou http://saulovalley.blogspot.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s