Saulo Valley Press

"O Observador do Mundo"

A orientalização das Nações Unidas – Que influências virão?

Deixe um comentário

A comunidade internacional árabe possui importantes organizações exclusivamente árabes, como a Liga Árabe e a Conselho do Golfo. Mas nesta passagem de 2012 para 2013, as novas eleições para postos importantes na ONU, estão levando vários estados árabes a assumir a maioria dos cargos. Como isso poderá influência uma nova era, e o que será está nova era?

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 12 de Dezembro de 2012 – 06:36 GMT-3

Atualização: 09:35

Já comentei aqui sobre a eleição do Sudão à pasta de Direitos Humanos das Nações Unidas, e como esta mudança influenciou a rápida votação pelo reconhecimento da Palestina quanto estado. Esta mudança também promete levar Israel (que sempre se manteve intocável) ao tribunal penal internacional por seu muitos crimes contra os direitos humanos e crimes de guerra, no tocante ao conflito em Gaza. O Direitos Humanos das Nações Unidas (liderado pelo Sudão) prometem que isso acontecerá já nas primeiras semanas de 2013!

Novamente outro país árabe passa a influenciar o controle de armas  no mundo ( as armas nucleares em primeiro plano) que é a Costa do Marfim, eleita por um grande número de votos na Semana Passada. Como esta nova liderança influenciará as negociações internacionais, por exemplo com a Coréia do Norte e o Irã?

Duas grandes mudanças no rumo das novas decisões e ações das Nações Unidas. Na verdade já observamos que os países com maiores históricos de específicos tipo de crime internacional, acaba chefiando o setor pelo qual ele mesmo deveria estar sendo enviado ao CCI/TPI (Tribunal Penal Internacional).

Mauritânia

A nova grande mudança foi a eleição da Mauritânia à Vice Presidência dos Direitos Humanos das Nações Unidas. Um elevado cargo e uma posição privilegiadíssima, para um país que carrega em seu histórico um extensa lista de acusações por incidências recordes de crimes ligados ao trabalho escravo. A HRW citou algo em torno de 800.000 pessoas brancas hoje têm maior controle das riquezas enquanto que os demais dos mais de 3,5 Milhões, são negros vivem em completa marginalização social e trabalho escravo.

Síria

Com mais de 3609 crianças assassinadas desde o início da Revolução contra o atual presidente Bashar Al-Assad, a Síria assumiu uma vaga no comité de Direitos Humanos da UNESCO.

A trágica lista de crimes de guerra e crimes contra direitos humanos, liberdade de expressão, abuso de poder, crimes contra a humanidade, contra os direitos humanos internacionais é extensa e este é o mais recente relatório levantado pelo lado rebelde do conflito, uma vez que as mais necessárias organizações internacionais não podem entrar no país, em função da proibição por parte do governo sírio, que busca isolar a população.

  • Sírios assassinados: 48,256
  • Crianças sírias assassinadas: 3,609
  • Mulheres assassinadas: 3,630
  • Soldados assassinados: 5,332
  • Manifestantes mortos mediante tortura: 1269
  • desaparecidos: +76,000
  • Manifestantes atualmente presos: +216,000
  • Sírios feridos: +137,000
  • Sírios refugiados de 14 de Março 2011 : +497,914
  • Refugiados na Turquia: +135,519
  • Refugiados no Líbano: +150,793
  • Refugiados na Jordânia: +141,291
  • Refugiados no Iraque: +63,496
  • Refugiados no Norte da África: +6,815

As Nações Unidas normalmente conferem estes relatórios e em média, cerca de 60% destes números são reconhecidos oficialmente. O que já significa um número elevadíssimo, em se tratando de um importante membro do Núcleo de Direitos Humanos da UNESCO.

A teen challenges the regime while being beaten up for chanting -Freedom-, Daraa - Syria - YouTube

A teen challenges the regime while being beaten up for chanting -Freedom-, Daraa – Syria – YouTube

Diga-se de passagem, é nas escolas sírias que acontecem as maiores torturas de rebeldes e manifestantes presos. casos de escolas que foram transformadas em prisões massivas improvisadas, centros de tortura e mutilações.

Blindagem russa/árabe

A exatos 12 meses e 32 dias , a “HRW” (Observatório dos Direitos Humanos) reuniu 58 de seus membros, numa luta sem sucesso para a expulsão da Síria do rol de membros dos Direitos Humanos da UNESCO.  Apesar de uma acentuada campanha de rejeição do estado árabe da Síria na UNESCO, forças ainda mais poderosas a mantiveram na posição privilegiada, enquanto seus mísseis choviam sobre casas e prédios das cidades e aldeias em regiões consideradas “redutos da oposição. ”

Fica claro que estes países estão tendo imunidade ao assumir estes cargos, o que não significa que estarão aproveitando este tempo de proteção internacional, para reparar seus erros e passar a respeitar as leis internacionais, as pessoas e seus direitos.

Esta é a principal questão: Quem os colocou nestas posições? Que grupo de interesse teria encontrado nestas estratégias, melhores vantagens políticas e comerciais?

Com a influência árabe aumentando visivelmente no seio das Nações Unidas, e o enfraquecimento da influência americana e européia, o mundo ocidental também deverá sofrer imensuráveis mudanças. Estas mudanças não podem ser calculadas para o momento mas poderão não ser tão boas.

Influência russa

A maioria dos países citados acima são ligados à Russia. Aliados, parceiros políticos e comerciais. Com a clara dominação da política russa no coração das Nações Unidas, esperamos que os próximos anos sejam melhores e que apesar da novidade, o mundo seja mais humano. O que não parece ser uma realidade palpável.

Autor: Saulo Valley

Jornalista da Web, repórter, escritor, poeta, radialista, cinegrafista, fotógrafo, Videoprodutor, músico, compositor, modelador 3D, Mestre de Kung Fú e instrutor de Boxe Chinês. Os fatos mais atuais sob olhar analítico do "OBSERVADOR DO MUNDO". Acesse Saulo Valley Post in http://paper.li/f-1326286418 ou http://saulovalley.blogspot.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s