Saulo Valley Press

"O Observador do Mundo"

jovens estudantes caminhando para o abismo

1 comentário

Um lugar onde jovens estudantes se atiram em atividades de erotismo e consumo de bebidas alcólicas na porta da escola. Uma verdadeira festa que fatalmente os levará para o caminho da dependência química e das doenças venéreas graves…

"she drinks she II" pic by Álvaro Canivell

“she drinks she II” pic by Álvaro Canivell (CC)

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 26 de Outubro de 2012 – 18:07 GMT-3

 Moro muito perto de uma escola pública que atende a adolescentes e jovens do ensino médio.  Visões diárias de exibições públicas de lesbianismo, homossexualismo explícito entre outras atividades que (se deveriam acontecer) deveriam acontecer em ambientes fechados.

Neste momento pelo menos 8 adolescentes consomem 2 garrafas de vodka, se beijam, se acariciam, levantam blusas, abaixam calças e se agarram indiferentes ao sexo e à exposição. Ao aparecer na janela me senti constrangido, ao lembrar que nos apartamentos bem de frente ao palco das exibições, vivem vários casais de idosos com mais de 70 anos, que são obrigados a suportar os acontecimentos diários cada vez mais escandalizadores.

Me senti por outro lado careta. Mas ao decidir sair de casa, percebi que eu não era o único. Um grupo de mais de 20 estudantes da mesma escola estava há cerca de 8 metros do primeiro grupo. Boquiabertos, eles assistiam a tudo com expressões do tipo: De onde eles tiraram a coragem para fazer estas coisas na rua?

Enquanto eu passava, uma estudante fez quase a mesma pergunta. A resposta foi imediata. “Eles estão bebendo muito…” Outra pessoa completou: ” É por isto que estão se beijando..” fazendo alusão ao fato de que pessoas do mesmo sexo estão se beijando e ao mesmo tempo beijando pessoas do sexo oposto.

As roupas já saindo do corpo. Diversas crises de vômito e muita. Muita gritaria.

É… ninguém chama a polícia. Ninguém pode denunciar. Porque pessoas que denunciam estas atividades ou qualquer outra atividade agressiva na cidade por nome “Maravilhosa” pode ser executada covardemente a tiros!

Então as pessoas são obrigadas a manter suas janelas e cortinas fechadas. Enquanto lá fora os adolescentes setão seguindo por caminhos que eu particularmente já vi antes. Tenho vontade de chorar ao saber que me esforcei por muitos anos para ajudar a algumas pessoas na fase da adolescência que aprenderam a consumir drogas  na escola e a participar de orgias sexuais antes dos 15.

"Punks In The Beerlight " - pic from www.zeroatthebone.com (CC)

“Punks In The Beerlight ” – pic from http://www.zeroatthebone.com (CC)

Hoje são completamente destruídas por dentro. Cérebros consumidos pelos efeitos nocivos das drogas que impedem que jovens tão jovens consigam aprender qualquer lição na escola. Eles também têm dificuldade de concentração e consomem grande quantidade de remédios para controlar poderosíssimas bactérias, vírus e outras doênças crônicas em atividades sexuais sem qualquer discriminação e prevenção. Completamente dominados pela loucura. Loucura normalmente patrocinada pela embriaguês experimental, o consumo de êxtasy, maconha, cocaína e na pior das hipóteses o crack.

São adolescentes que não conseguem completar os estudos. Não conseguem emprego e não conseguem conviver no meio familiar. Estas precisam de mais adrenalina para saciar suas carências de algo explosivo todos os dias e durante todo o tempo. Precisam se manter ocupadas e encontram em qualquer coisa fútil uma atividade que as mantenham com uma pequena sensação de que estão se completando.

Insônia e mal humor. Agitação e depressão. Necessidade de psicólogos, psiquiatras e de pessoas que as acompanhem todo o tempo. Adolescentes no caminho da verdadeira loucura. Marcados pelo prazer prematuro, estes adolescentes se desenvolverão e não serão capazes de se sustentar. Não poderão concorrer a empregos e só se unirão a parceiros igualmente afetados pelos vícios. Em consequência terão filhos que chances enormes de receberem toda esta carga por herança.

Então alguém pode me chamar de quadrado. “careta”, “fofoqueiro”, “X9”, “intrometido” ou seja lá o que for… Mas só eu sei o que tenho visto nos últimos quase 20 anos. Desde os 12 eu lido com adolescentes. Já fui voluntário em trabalhos de recuperação de viciados,  jovens na prostituição entre outras atividades.  Não consigo ver um futuro promissor para eles, a não ser que parem o mais rápido possivel! A não ser que a experiência não passe da fase do experimento. Porque depois da primeira curtição, vem a necessidade insaciável!

Autor: Saulo Valley

Jornalista da Web, repórter, escritor, poeta, radialista, cinegrafista, fotógrafo, Videoprodutor, músico, compositor, modelador 3D, Mestre de Kung Fú e instrutor de Boxe Chinês. Os fatos mais atuais sob olhar analítico do "OBSERVADOR DO MUNDO". Acesse Saulo Valley Post in http://paper.li/f-1326286418 ou http://saulovalley.blogspot.com

Um pensamento sobre “jovens estudantes caminhando para o abismo

  1. A maior parte dos jovens que procuram drogas, talvez estejam procurando o apoio que faltou na família…
    O conselho que dou aos pais ausentes é que é necessário dialogar mais com os filhos, conhecer os seus conflitos, estar mais em casa…

    “A moderna pedagogia da EDUCAÇÃO diz o seguinte: Não dê presente, faça-se presente!”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s