Egito: 3 estudantes americanos presos quando lançavam coquetéis Molotovs na segurança.

Em muitos casos as comunidades que vivem em lugares onde a repressão é profunda, há necessidade de um socorro internacional, especialmente das forças armadas americanas. Mas o caso destes 3 jovens não é aceitável. Eles estavam defendendo o povo egípcio usando bombas incendiárias caseiras.

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 23 de Novembro de 2011 – 10h04min.

O trio Derrik Sweeney (19), Lucas Gates (21) e Porter Gregory (19) foi preso atirando coquetéis molotovs do telhado da Universidade do Cairo a notícia veio ao mundo no dia 22 de Novembro, quando estourou uma nova manifestação popular contra o regime militar “de transição”.

Presos os jovens serão submetidos a interrogatório, mas suas famílias já avisaram: “Eles são ativistas pró-democracia e lutam voluntariamente pela liberdade das pessoas.”

A agência “foxnews” entrevistou os familiares dos jovens que ainda estão detidos no Egito,e por incrível que pareça, um deles é parente direto de Bill Gates.

Citando a “foxnews” que disse que Morghan Roth, a porta-voz da Universidade que disse que “não é incomum encontrar jovens americanos envolvidos na política egípcia.” De acordo com a agência que as famílias disseram que os jovens americanos estavam estudando árabe na Universidade.

A fonte disse ainda que por relato de seus familiares que os jovens haviam participado de protestos anteriores e muitos árabes ficaram impressionados com “o jovem de olhos azuis e cabelos loiros” que lutava pela democracia egípcia.

O trio aguarda o dia da “entrevista” com o governo egípcio e as conversas com os Estados Unidos estão em andamento.

Anúncios