Eles amanhecem nas manifestações. Instalam acampamentos. Vão para o trabalho e voltam para mais dias e noites de luta intermitente, para fazer o governo do Rio de Janeiro reconhecer as dificuldades que a classe enfrenta. Mas o tempo passa e de mês-a-mês não se tem notícias de acordos que favoreçam a categoria em verdade.

Bombeiros na Alerj - Centro do Rio de Janeiro 13-09-11 - Foto: Saulo Valley

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 14 de Setembro de 2011 – 12h17min.

Aliados à luta dos Bombeiros, os médicos e professores estão há meses em frequentes paralisações e passeatas. Enquanto isto o Governo do Rio se mantém fechado. Faz propostas inacreditavelmente injustas e humilhantes, mesmo assim os trabalhadores aceitam e meses depois os acordos permanecem longe de serem cumpridos pelo Governo do Estado que atualmente é liderado pelo Governador Sérgio Cabral.

Bombeiros na Alerj em protestos pelo não-cumprimento dos acordos. Foto: Saulo Valley

De acordo com o site G1, os bombeiros ainda se deslocaram na noite de ontem até a sede do Governo do Estado acamparam. Ali fizeram mais demonstrações para sensibilizar o Governador Sérgio Cabral para que cumpra o que foi estabelecido no acordo firmado com a classe. Mas parece que a única resposta foi a prisão de dois líderes do movimento. O motivo ainda não é sabido.

Anúncios