Saulo Valley Press

"O Observador do Mundo"

Mundo: Argélia quebra o silêncio e condena violência da Síria.

Deixe um comentário

De acordo com o site Dar Al-Hayat a Argélia condenou a violência na Síria que descreveu como “inaceitável”. Ela pediu para que o governo sírio atendesse às demandas do povo em favor da “liberdade e da democracia”.

Bandeira do hezbollah

Bandeira do hezbollah

Acontecimento recente: Uma fonte síria que não citou a agência árabe de notícias que também citou uma fonte diplomática que o Conselho de Segurança da ONU está estudando uma gama de vídeos e fotos que podem comprovar a participação do Hezbollah no massacre de civis e nas horrendas torturas que o povo sírio tem sofrido. O Conselho diz ainda que muitos soldados sírios que desertaram foram executados por isto e se as provas forem aceitas a decisão será divulgada em breve. Mas a agência acredita que esta será uma das mais difíceis decisões.

width=”425″ height=”349″ src=”http://www.youtube.com/embed/7ZMG403HH_w” frameborder=”0″ allowfullscreen>

Aliás, esta tem sido uma das mais gritantes e insistentes reclamações do povo sírio. O Ministro das Relações Exteriores do Brasil Antônio de Aguiar Patriota disse em uma entrevista para o jornal carioca O Globo Online que “há grupos armados que obrigam os civis a irem às manifestações, que todo os governos ocidentais têm consciência desta realidade.”

A verdade é que os manifestantes sírios negam e atribuem estas afirmações diretamente ao presidente Al-Assad para derrubar a legitimidade de suas exigências. Em entrevista ao “Saulo Valley Blog”, os manifestantes afirmam que toda a população síria está determinada a vencer as barreiras da etnia, da distância, da religião, da formação e do nível social para pôr fim ao que chamam de regime de sangue.

Os governos e a mídia tradicional, como um todo, não entendem que o povo sírio ainda amarga as perdas de todos os seus familiares durante os muitos massacres que a síria já passou desde que a família Assad assumiu o poder. Lembrando que só o estado de emergência durou 48 anos. Sem falar a corrupção e as centenas de milhares de vidas tiradas. Atravessada na garganta, eles retém a sede de vingança que só será vencida com o fim definitivo deste regime.

Eles contam que a revolução de 1982 não foi pacífica. De verdade. Eles contam que o regime e o Hezbollah armaram várias tribos e forçaram um confronto étnico. Além das dezenas de milhares de opositores mortos, os sírios levaram anos para se recuperar do conflito de etnias e religiões no país. Eles acusaram inclusive o regime de Assad de atacar a sua própria tribo, os “Alawi“.

Após ter descoberto que tudo havia sido tramado pelo governo sírio com ajuda do Serviço Secreto, o Hezbollah e grupos iraquianos ligados ao partido de Sadam Hussein, o Ba’ath, que é o mesmo no poder absoluto na Síria até hoje, o povo aprendeu a lição e buscou fazer alianças sérias entre todas as tribos e religiões no país. O que chamam de “Unidade Nacional”.

Para que mais tarde, após a queda de Bashar Al-Assad, não houvesse novo racha eles optaram por um regime de governo imparcial na questão religiosa e étnica. Decidiram por um estado livre e democrático.

O povo da Síria optou pela defesa e manutenção dos direitos humanos, civis e internacionais para todos de forma igualitária a exemplo dos países europeus, em cujas universidades, muitos dos pensadores do pais foram formados.

O site árabe “youm7” apresentou hoje um cálculo matemático feito por especialistas da Arábia Saudita que resulta na quantidade de pessoas mortas, na quantidade de prisões de civis por hora. O site revela que estes dados quebram todos os recordes de massacres da história da humanidade! Vale a pena ler.

Autor: Saulo Valley

Jornalista da Web, repórter, escritor, poeta, radialista, cinegrafista, fotógrafo, Videoprodutor, músico, compositor, modelador 3D, Mestre de Kung Fú e instrutor de Boxe Chinês. Os fatos mais atuais sob olhar analítico do "OBSERVADOR DO MUNDO". Acesse Saulo Valley Post in http://paper.li/f-1326286418 ou http://saulovalley.blogspot.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s