Saulo Valley Press

"O Observador do Mundo"

Arábia Saudita: Manal Al-Sharif quer o direito de dirigir no dia 17 de Junho.

1 comentário

Após ter passado 10 dias na cadeia, Mana Al-Sharif foi libertada sob a condição de que não voltaria a dirigir seu carro e que não incentivaria as mulheres a tomarem a mesma atitude. Isto não contece…

Uma mulher precisa enfrentar o caos de ficar horas tentando chegar em casa... com o carro na garagem.

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 03 de Junho de 2011 – 07h11min.

Cercado de revoluções, o mundo árabe parece estar sem chão para resolver tantos conflitos populares e tanto derramamento de sangue, mas a julgar pelo novo levante que ocorre na Arábia Saudita, os árabes vão ter mais trabalho, pois Mana Al-Sharif não é a única a decidir lutar pelo direito de dirigir seu próprio carro.

Bertha - 30 anos esperando ganhar coragem para dirigir seu carro.

Bertha gravou um vídeo e postou no youtube e numa das páginas de Facebook Women2Drive destinadas à mini-revolução feminina. O vídeo foi gravado durante o tempo que dirigiu seu próprio carro. Ela tirou o veículo do estacionamento e deu uma volta no bairro. A gravação foi festejada amplamente, já que o feito era um sonho de 30 anos!

Manal Sharif e o convite para 17 de Junho, o dia da demonstração.

Manal lembra que não há lei Saudita que proiba as mulheres de dirigirem seus carros, apenas um decreto religioso, e para a maioria, o decreto religioso é maior que a lei, infelizmente.

Centenas de mulheres sauditas lutam agora pela garantia dos seus direitos básicos internacionais e recebem apoio do mundo inteiro.

A separação da religião da política e da justiça é um movimento que cresce no mundo árabe. Este movimento incentiva as revoluções que tem acontecido desde o início do ano.

Por milhares de milhares de anos, os povos eram manipulados por esta fusão político-religiosa. Sacerdotes que eram reis. Profetas que eram governadores ou juízes.

Na prática o povo se sentia ameaçado por Deus, caso não cumprisse as ordens de seus políticos, que na maioria das vezes eram corruptos, incrédulos e prostitutos. Muitos até sabiam da corrupção e da mentira, mas temiam desobedecer seus líderes e receberem castigo dos céus…

Este caldeirão de filosofias é, por exemplo, a força do Alqaeda que baseia sua filosofia na unificação do mundo árabe num “Estado Islâmico”.

Mas Qaeda tem perdido suas forças uma vez que seus esforços têm vindo na contra-mão dos interesses do povo muçulmano. Eles querem ter uma vida normal. Sem privações ou proibições da lei Islâmica incidindo sobre a lei natural.

Na Bíblia Sagrada uma polêmica demonstração:

“Servos, sedes submissos, com todo o temor aos vossos senhores, não só aos bons e humanitários, mas também aos maus”. – I Pedro 2:18

Religião à parte, na Síria todos, sem excessão lutam pelos direitos básicos e universais.  Líbios, egípcios e sírios, cristãos, coptas, muçulmanos e católicos uniram-se, não no sentido religioso mas no sentido social, para buscar soluções que a religião não pode oferecer.

 E da minha parte não acredito que haja infração de lei ao permitir que as mulheres dirijam seus carros. A única razão para a proibição está ligada ao fato de que elas estão ganhando terreno e domínio no planeta.

Mas esta fase também vai passar e a humanidade vai se acalmar em breve, desde que os direitos de todos sejam respeitados e que hajam limites para a liberdade de todos, de forma que não seja uma nova versão de caos mundial.

Autor: Saulo Valley

Jornalista da Web, repórter, escritor, poeta, radialista, cinegrafista, fotógrafo, Videoprodutor, músico, compositor, modelador 3D, Mestre de Kung Fú e instrutor de Boxe Chinês. Os fatos mais atuais sob olhar analítico do "OBSERVADOR DO MUNDO". Acesse Saulo Valley Post in http://paper.li/f-1326286418 ou http://saulovalley.blogspot.com

Um pensamento sobre “Arábia Saudita: Manal Al-Sharif quer o direito de dirigir no dia 17 de Junho.

  1. + Mulheres sauditas foram presas ontem por guiar carros na capital da Arabia Saudita e só serão libertadas mediante custódia de um “guardião homem”. Não há proibição oficial, mas as carteiras de habilitação são expedidas para homens.
    Milhares de sauditas aderiram a grupos no Facebook a favor das mulheres no volante onde há uma campanha para as mulheres saírem às ruas do país no dia 17 de junho, daqui a uma semana.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s