>

A televisão estatal anunciou: “O presidente Assad aceita renúncia do governo”. Então o primeiro-ministro Naji al-Otari entregou seu pedido de demissão conforme prometeu hoje cedo.

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 29 de Março de 2011 – 18h20min.

Com a dissolução do governo, Apenas o Presidente Bashar al-Assad, sua família e o exército permanecem no controle do país. A Aljazeera informou que ainda 32 membros do gabinete estarão atuando na gestão dos assuntos nacionais até que o novo governo seja formado.

Al-Assad vem discutindo com a oposição sobre a possibilidade de permanecer no poder até as eleições, mas sem um governo bem estruturado, o país ficará fragilizado e não estará sucetível de um racha político ainda maior.

Recomendações

Em face dos protestos cada vez mais violentos, a Turquia pediu que a Síria iniciasse as reformas imediatamente.

Erşat Hürmüzlü, assessor do presidente Abdullah Gül sobre o Oriente Médio, disse ao site  Hürriyet Daily News & Economic Review, em entrevista na segunda-feira:

“O sistema de estabilidade, e as demandas do povo sírio são todos igualmente importantes para nós”, disse. O líder sírio deve ser imediatamente aplicada “tudo o que eles acreditam em sem esperar por outras contas”, disse Hürmüzlü.

Cercado de inimigos, a Síria travou 3 guerras contra Israel, e ainda mantém laços estreitos com o Irã, Hamas na Faixa de Gaza e o Hezbollah no Líbano.

O Egito vê o futuro com preocupação, porque pode significar o rompimento de um acordo de paz entre países fronteiriços.

Anúncios