>

Vítimas da explosão na fábrica – Reuters

As autoridades do Iémen estão investigando a explosão da fábrica de munições, que ocorreu ontem depois que militares Islâmicos tomaram o controle do prédio, na província de Abyan no Sul   do país.


Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 28 de Março de 2011 – 22h09min.

Segundo testemunhas, os estilhaços da explosão foram projetados a centenas de metros de distância da fábrica. Além de grande quantidade e variedade de munições, a fábrica armazenava grande quantidade de dinamite para abrir estradas em terrenos difíceis.

A contradição está no fato da grande quantidade de civis se encontrar dentro do prédio no momento da explosão. “As autoridades Iênemitas acreditam numa forte relação com a Alqaeda.”


Segundo informações, algumas pessoas não estão permitindo o acesso do corpo de Bombeiros para apagar o incêndio e das ambulâncias para resgatar os feridos e mortos. Testemunhas relatam a grande quantidade de mulheres e crianças queimadas pelo incêndio causado com a explosão.

Oposição comemora saida de Saleh – Reuters

Transição
Na sexta (25) o Presidente do Iémen Ali Abdullah Saleh disse que está pronto para entregar o poder, mas quer ter a certeza de que o entregará a mãos seguras. Para isto ele deseja entregar seu caro no fim do ano. ( exemplo de Mubarak). Saleh que está no poder há 32 anos, agora aceita conversar sobre sua saída.

Tempo de Revolução


Um fato curioso é que a maioria destes líderes Árabes que estão no poder há mais de 20 anos, assumiram o cargo por intermédio de movimentos revolucionários e ativistas ( Kadafi é um deles há 41 anos). Estes eram militantes de esquerda que através de guerras civis ou movimentos “pacíficos” conquistaram o poder e nunca mais desejaram deixá-lo, exercendo o comando destas nações com poderosas mãos de ferro, sob o respaldo convincente de tropas militares e armas de fogo.

Alqaeda no Iémen – Fonte: longwarjournal

Segundo acreditam os opositores, a Penúsila Árábica é o reduto do Alqaeda.

Segundo o “Yahoo7News”, Saleh quer evitar mais derramamento de sangue no país e quer verificar o grau de seriedade da oposição e suas propostas de governo.

Anúncios