>

Fonte:”e8

A TEPCO tem se esforçado para controlar a radiação que vem sendo liberada para a natureza a partir da usina nuclear de Fukushima, desde a tragédia do dia 11 de Março, quando um Terremto 9.0 da escala Richter provocou um Tsunami e ambos destruiram partes das instalações das 6 usinas que compôem o complexo energético.


Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 27 de Março de 2011 – 08h01min.

As diversas crises atravessadas pela usina, têm sido intensificadas com respostas técnicas que sempre atenuam o perigo, quando na verdade, estão omitindo grande tragédia.

Esta nova descoberta foi anunciada pela CNN que informou que a radiação da água dentro do núcleo do reator de Fukushima 2, está na casa dos 10 milhões de vezes acima do normal.

A TEPCO anunciou que a leitura está correta e que a informação é verdadeira.

Ela anunciou que o material radioativo inclui dois e novecentos milhões de Bq do iodo radioativo 134, e treze milhões de Bq do iodo radioativo 131, e dois e trezentos mil por Bq de césio radioativo césio-134 radioactivo 137.
E normalmente são emitidos no momento destes materiais no processo de fissão nuclear dentro do núcleo do reator, segundo a rede “NHK”, o Japão.

A TEPCO acredita que o excesso de poluição da água pode ser causado por danos ao núcleo do reator, indicando que eles estão tentando determinar a origem deste vazamento.

E como sempre…

Hidhiko Nishiyama, da “agência de segurança nuclear e industrial” disse em japonês: “Nós certamente estamos preocupados com a realidade dos altos índices de radiação, mas neste momento não vemos que ela tenha um impacto negativo sobre a saúde” – CNN.

Anúncios