>

O terremoto que atingiu a Birmânia Oriental feriu centenas de pessoas e matou pelo menos outras 60. Cerca de 130 prédios foram demolidos pelo tremor. Este é o relatório inicial da tragédia que pode ser sentida em algumas partes da China.


Por Saulo Valley – Rio de Janeiro 25 de Março de 2011 – 07h42 min.

Ontem outro terremoto 6,8 havia atingido a República de Myanmar, deixando duas mortes confirmadas e dezenas de construções em ruínas. A notícia foi confirmada pela AFP.

As províncias de Tarlai Lin e Tachilek foram as mais atingidas.

O tremor 9.0 que arrasou o Japão no dia 11 de Março teve profundidade verificada em 24 km.

Tremores em Myanmar ontem (24)

Baixa profundidade


Os dois últimos tremores registrados na Birmânia em Myanmar têm sido registrados com profundidades de 10 km.
Isto permite que uma densidade menor de tremor tenha um efeito tão grande quanto o tremor que afetou o Japão, por causa da baixa profundidade.

A região do epicentro não apresenta grandes centros urbanos, por isto é que os estragos ainda foram “pequenos”. Mas tremores de médias magnitudes em baixas profundidades podem arrasar uma metrópole.

Atualização: 08h21 – Novos relatórios continuam chegando e o número de mortos chega a 74.
111 feridos e 390 construções residenciais foram demolidas. 14 Mosteiros budistas sofreram sérios danos e outros 9 edifícios foram bastante prejudicados com os tremores.
Um representante da ONU informou que havia muitos danos graves na aldeia de Mong Lin, a cerca de oito quilômetros de Tachileik.
Anúncios