>

Charge: @eloacossa

  OI-Velox: Um monte de sucatas que só interessa pro ferro-velho.

  A minha internet já estava funcionando mal há mais de um ano. As reclamações não adiantavam. Quando decidi reclamar, tive o serviço suspenso. Na semana passada, liguei para a Oi-Velox e a atendente me disse que EU havia pedido o cancelamento do serviço.

  Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 01 de Março de 2011 – 08h12min.
  Como já disse antes, logo depois que soube que minha Velox havia sido cancelada pelo suporte técnico, irritado, pedi a internet DISCADA (que por incrível que pareça, conecta até 48kbps e custa o mesmo valor do serviço de Banda Larga Velox 1mega).  Entre 5ª e 6ª passada a conexão discada só funcionava entre 12 e 16 kbps.
  Até que parou de funcionar!
  Apenas dois dias depois de ter sido instalada!
  Pedi o reparo no sábado e só ontem às 16 horas o técnico foi avisado e veio na minha casa desesperado para fazer o concerto. Mas logo após a sua saída, se deram inicio aos apagões e parte do bairro e de muitos outros bairros ficaram às escuras.
  Quando a luz volta, um poderoso volume de carga elétrica parece querer transformar a cidade numa gigantesca e irradiante estrela!
  É ai que os eletrodomésticos vão para o espaço!
  Agora estou utilizando internet EMPRESTADA, por que a D”ESCADA e a BANDA LARGA não funcionam e a 3G não dá suporte para a transmissão de vídeos, por oscilar todo o tempo. As outras operadores não atendem em Sepetiba.
  A Oi-Velox é uma sucata tão grande que quando você liga pra lá, mal consegue ouvir o que o atendente diz, além de muitos ruídos provocados por mau contato e mau funcionamento dos equipamentos de tele-atendimento.
  É uma vergonha! Estou produzindo um novo vídeo, mostrando a verdadeira situação da Oi-velox e a qualidade dos seus serviços, bem como a qualidade da qualificação profissional do atendimento.
Se você nunca passou por isto (o que acho quase impossível) você vai ficar revoltado com as imagens!
  A gente só paga. Eles se dizem poderosos porque são grandes, mas somos numerosos. Como diz a música do Lulu Santos: “Nós somos muitos. Não somos fracos”.
  Existe uma cota do capital destas grandes empresas destinada a “pequenas indenizações”. Na prática, sai mais barato indenizar um reclamante em R$ 2 mil, no máximo R$5 mil do que gastar 50 mil para concertar uma única rua. Até porque a maioria das pessoas, cerca de 90% não entra na justiça e aceita as explicações do serviço de atendimento ao consumidor que é devidamente treinado para converter qualquer situação em vantagem para a empresa.
  O grande esquema de quem compra estas empresas é fazê-la funcionar e atrair clientes. Quando chega no auge, o segredo é a evsão fiscal de todo o dinheiro que entrar, deixando apenas uma pequena porcentagem para a manutenção básica da empresa. Os saques em grande volume são reaplicados em outros negócios e com o passar dos anos a empresa vai secando. Os administradores-vampiros retiram todo o capital da empresa, que vai sendo sucateda até que seja aberta uma concordata. No fim das contas eles estão para lá de milionários e saem das empresas sem precisar pagar nada!
  Funcionários ficarão sem pagamentos e indenizações. Os clientes não serão ressarcidos e perderão as forças de tanto tentar correr atrás de seus direitos.
Anúncios