>

  O mundo está nervoso. A revolução Árabe tem modificado a rotina do mundo inteiro e os mercados estão reagindo à altura dos acontecimentos.  Os motoristas americanos já estão pagando o preço deste estresse mercadológico.

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 01 de Março de 2011 – 09h33min.

  Nos EUA o preço médio de gasolina subiu 19,4 centavos nesta semana que passou, o que faz o galão custar US$ 3,38. Este foi o maior salto nos preços para o consumidor final desde o evento Catrina, em Setembro de 2005, segundo informou o Departamento de Energia, citado pela Reuters.

Na passagem do furacão Catrina foram destruídas plataformas de perfuração Offshore e Refinarias de petróleo da Costa do Golfo, o que elevou o preço da gasolina em 46 centavos na semana da tragédia.

No último ano, o preço da gasolina subiu 68 centavos, nos Estados Unidos, em decorrência da disparada do preço do petróleo que ganhou mais força com o início das crises nos países Árabes e na África.
Segundo Reuters, só a crise na Líbia elevou o Barril do Petróleo para US$ 100,00. Só na semana passada, o preço do petróleo subiu mias de 8 dólares por barril.
Para se fazer uma comparação, cada dólar de aumento é igual a 2,4 centavos de dólar em um galão de gasolina.

No Golfo Pérsico, o preço da gasolina, na bomba, subiu US$ 1,00 dólar, o que reforçou a onda de protestos no país.

Anúncios