Saulo Valley Press

"O Observador do Mundo"

>Sepetiba: A guerra popular contra a LIGHT e as cobranças abusivas

2 Comentários

>

  Aqui está a prova de que a situação em Sepetiba é realmente caótica! Ninguém quer ouvir porque o bairro fica na saída do Rio de Janeiro, mas para quem vive aqui, a situação passou dos limites e a postura da população vai mudar muito em função do desrespeito e da péssima qualidade do atendimento por parte dos “Serviços de Atendimento ao Consumidor”. 
Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 28 de Fevereiro de 2011 – 13h16min.
  Estas empresas que detêm (sem nenhum concorrente) o direito de prestar serviço básicos essenciais valem-se de seus próprios Departamentos Jurídicos e de seus  “Atendimentos Automáticos” (que não atendem a ninguém) e ainda se prevalecem do novo sistema de desligamento do fornecimento de energia elétrico à distância.
  Tudo é manipulado em função de NÃO RESOLVER o problema e obrigar a população a pagar suas abusivas cobranças além de ficar em silêncio.
  Uma consumidora, cuja conta havia ultrapassado dos R$ 800,00 procurou a loja da Light em Campo Grande para reclamar o disparate e a atendente respondeu que o valor era para pagar o “GATO” que os vizinhos dela faziam na região. Assista ao vídeo, depois dê sua opinião.


Quando fomos reclamar com a prefeitura a resposta que obtivemos são as mesmas de sempre: A Light é uma empresa privada. A Cedae é uma empresa privada. Então aqui é a china? Ninguém aqui tem direitos, só precisamos pagar?


 Ajude-nos a espalhar esta gravação e em breve traremos novas atualizações.

Autor: Saulo Valley

Jornalista da Web, repórter, escritor, poeta, radialista, cinegrafista, fotógrafo, Videoprodutor, músico, compositor, modelador 3D, Mestre de Kung Fú e instrutor de Boxe Chinês. Os fatos mais atuais sob olhar analítico do "OBSERVADOR DO MUNDO". Acesse Saulo Valley Post in http://paper.li/f-1326286418 ou http://saulovalley.blogspot.com

2 pensamentos sobre “>Sepetiba: A guerra popular contra a LIGHT e as cobranças abusivas

  1. Deveria punir duramente, a NÍVEL FEDERAL, a AMPLA e a LIGHT por colocar a rede elétrica de distribuição (rede secundária) no mesmo nível da rede primária (de alta tensão). Já pensou se um RAIO cair alí? Ou uma GRANDE TEMPESTADE SOLAR semelhante à de 1859, em que as cabines telegráficas da época INCENDIARAM devidos aos curto-circuitos provocado pela torrente de eléctrons provenientes do SOL? Parece que são interferências eletro-magnéticas ou as ATIVIDADES SOLARES que estão interferindo nos medidores e que estão DISPARANDO nas suas leituras. Esses MEDIDORES colocados inadequadamente no alto dos postes realmente não prestam e a REDE ELÉTRICA SECUNDÁRIA, colocada inadequadamente, coisas que não existem em nenhum lugar do mundo, nem mesmo nos Estados Unidos, nem no Canadá e nem tampouco na Europa. O correto é a REDE ELÉTRICA PRIMÁRIA no alto dos postes e a REDE ELÉTRICA SECUNDÁRIA em baixo.

    Se um RAIO pegar nesta REDE ELÉTRICA colocada em cima dos postes, pode QUEIMAR TELEVISORES, GELADEIRAS, APARELHOS DE AR CONDICIONADO, ETC, e ainda INCENDIAR AS CASAS DOS CONSUMIDORES!!!!!!!

  2. Agora eu concordo porque o HUGO CHAVEZ da VENEZUELA ESTAVA COM TODA A RAZÃO:: ele pegou TODAS AS EMPRESAS dos setores essenciais (inclusive ENERGIA ELÉTRICA) e NACIONALIZOU, isto é, PASSOU PARA AS MÃOS DO POVO VENEZUELANO, ESTATIZANDO-AS!!!!!!! EVO MORALES da BOLÍVIA fez a mesma coisa!!!!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s