>

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 02 de Fevereiro de 2011 – 19h57min.

Queensland – O Ciclone chegou na Austrália com velocidade reduzida para 250 km/h. Quem está na linha de passagem do fenômeno, tem percebido que a força de Yasi é estrondosa. Algumas pessoas que estavam na rua, comentavam que a tempestade parecia vir de baixo para cima.

Nos lugares por onde o Yasi já passou, as autoridades aconselham que NÃO SAIAM DE SEUS ABRIGOS ATÉ QUE SEJAM AUTORIZADOS, disse a Queensland Police Serviçe, em sua página no Facebook.
  
“Aqueles afetados por TC Yasi devem ficar parados até que as autoridades recomendam que seja seguro para sair, pelo serviço de polícia de Queensland na quarta-feira 2 de fevereiro, 2011 às 07h33

O Departamento de Segurança Comunitária está pedindo que as pessoas nas áreas afetadas pelo ciclone tropical Yasi que fiquem onde estão – em suas casas ou centros de evacuação – até que as autoridades recomendam que seja seguro sair”

Todas as viagens devem ser evitadas a menos que seja absolutamente necessário. O período imediatamente após um ciclone é muitas vezes tão perigoso quanto o próprio evento.

Pontos significativamente prejudicados exigem esforços dos serviços de emergência que estão no terreno e iniciam atividades de recuperação.

O Bureau de Meteorologia alertou que vento e chuva significativa são esperados durante todo o dia.

Se os residentes necessitam de assistência para o  SES no local da tempestades ou inundações, deve ligar para 132 500 e em risco de vida, ligar para a emergência Triplo Zero.

A CRUZ VERMELHA AUSTRALIANA coloca à disposição de qualquer pessoa que queira procurar alguém que tenha perdido contato nestas turbulentas horas de passagem do Ciclone Yasi.
Os interessados devem acessar ao site: https://emergency.redcross.org.au/ e registrar alguém que esteja desaparecido, ou buscá-lo.

 DEPOIMENTOS

Vários depoimentos de repórteres à serviço da agência local The Australian via twitter, foram publicados. Os depoimentos postados a seguir foram traduzidos pelo Google e não foram corrigidos por razões de preservação do conteúdo original.

Anúncios