>

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 27 de Janeiro de 2011 – 08h03min.

Segundo a Agência de Notícias Reuters, o ex-presidente africano NelsonMandela deu entrada no hospital ontem à noite para exames de rotina. Isto teriareacendido uma série de temores e burbúrios ao redor do tema. Aos 92 anos, omaior líder que África teve notícias, e o mais amado de todos, ainda resiste aotempo e luta contra as enfermidades típicas da idade.

Mas o mundo inteiro tem pavor de imaginar o pior! Sou capaz de arriscar quea morte de Nelson Mandela é mais temida que a do Papa Bento XVI.

Mandela está internado num hospital de Johanesburgo, tendo passado porespecialistas especializados no aparelho respiratório (Pneumologista).

Nesta quinta-feira o Congresso Nacional Africano pediumuita calma nesta quinta-feira, após a sua hospitalização ter provocado umestresse da mídia e muita especulação sobre a saúde de Mandela nos jornaislocais.

“Ele é um homem de 92 anos e tem doenças associadas com a sua idade e ofato de que ele ficou a noite não deve sugerir o pior”, disse o porta-vozdo ANC Jackson Mthembu.

“Pedimos às pessoas para não fazerem afirmações infundadas, vamosmanter a calma e não pressionar os botões de pânico, porque não há razão parafazê-lo.”

Segundo Reuters, desde a Copa do Mundo da África do Sul, que Mandela nãotinha sido visto em público. Isto pode ter criado toda esta especulação, somadocom o fato da mortede sua bis-neta em 11 de Junho, logo na abertura dos jogos em 2010.

A especulação levou uma grande multidão de jornalistas, fotógrafos e fãs para ohospital Milpark, no subúrbio de Johanesburgo e a polícia foi chamada paracontrolar o tráfego no local.

Através de depoimentos à Reuters, soube-se que vários membros da família deNelson Mandela, incluindo sua esposa Graça Machel, visitaram o hospital depoisde sua admissão.

Longe da vida pública desde 2004, Mandela raramente aparecia em público equando o aparecia, era notável que se parecia cada vez mais frágil.

A Fundação Nelson Mandela não quis comentar sobre sua saúde na quinta-feira,mas disse em um comunicado anterior: “Ele não está em perigo e está de bomhumor”. No Twitter, o termo “Mandela” ou “#Mandela” aumentouacentuadamente nas últimas 24 horas.

Anúncios