Saulo Valley Press

"O Observador do Mundo"

>ECONOMIA: CONFLITOS E ENCHENTES PODEM LEVAR MERCADO FINANCEIRO À ESTAGNAÇÃO EM 2011

Deixe um comentário

>

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 18 de Janeiro de 2011 – 09h50min.

ECONOMIA: CONFLITOS E ENCHENTES PODEM LEVAR MERCADOFINANCEIRO À ESTAGNAÇÃO EM 2011

Os acontecimentos da virada da década levaram o otimismo do réveillon parabem longe, logo na primeira semana do ano. As mortes em massa de váriasespécies de animais, pareciam ser um anúncio de que algo muito terrível estava paraacontecer, fato que ainda não foi explicado por nenhum país, e eu aindaacredito na poluição pela manipulação de material radioativo em todo o planeta.

Lá no Sudão, uma crise pode gerar outra: A proclamação da independência daregião Sul do país, pré-anuncia mais resultados negativos que positivos, aopasso que juntos ou divididos, só lhes resta a guerra civil.  A China queé o principal investidor na região, corre o risco de enviar forças de paz paragarantir que em caso de divisão do país, ela não perca todo o seu investimentona área petrolífera, que representa vários bilhões de dólares e mais de 24 miltrabalhadores enviados para lá.

A Austrália sofre com sua enchente que é muito maior que a Alemanha e aFrança juntas. Os prejuízos calculados até agora em mais de 8 Bilhões de Euros,provavelmente levarão anos e mais anos, para serem recuperados e as regiõesafetadas a serem reconstruídas; lembrando que a maioria dos países afetadospelas enchentes teve perdas quase que totais nas produções agrícolas.

Se todos os países afetados pelas enchentes, precisam desviar uma enormequantia de dinheiro, que levarão anos para recuperar, anos reconstruindo asáreas afetadas e indenizando as vítimas e suas famílias, por onde circulará odinheiro? Como atuará o mercado financeiro?

Será um período de total disputa por cada zero de cada nota, e cada centavoque possa circular no planeta. Cada país flagelado pelas enchentes,deslizamentos e conflitos, deverá pagar seu próprio prejuízo, o que o obrigaráa ser mais cauteloso nos gastos.

Índia, Paquistão, Inglaterra, Alemanha, EUA, Brasil, Indonésia, Haiti,Colômbia, Sri Lanka, África do Sul, Sudão, Austrália e Filipinas, são os quelideram a vasta lista de países duramente afetados nos últimos meses.

A recuperação de cada país refletirá imediatamente na recuperação econômicado mercado mundial.

Por isto, precisamos gastar com consciência e saber lutar na expectativa deque nossos vizinhos se levantem juntamente conosco. Cooperação mútua será muitobem vinda nesta década. Lembrando que após estas enchentes, seguirá o friomais intenso dos últimos 50 anos, como anunciei no fim do ano passado. Esta friagem afetará também aprodução agrícola de muitos países, cujos prejuízos somados, resultarão na escasseze no alto valor dos alimentos.

Agora pense que as pessoas que perderam tudo, ou quase tudo precisarão dealimentos, mas elas não têm dinheiro, emprego, moradia… Muito menos estoque.Representa muito mais gente precisando de alimentos, quando mais faltará.

A política de comércio internacional destes produtos deverá ser adaptada, ouos países que não foram afetados enriquecerão com a desgraça dos que foramquase varridos do planeta pelas enchentes. É nestas horas que não consigo ver o capitalismo como uma forma de vida justa.

Anúncios

Autor: Saulo Valley

Jornalista da Web, repórter, escritor, poeta, radialista, cinegrafista, fotógrafo, Videoprodutor, músico, compositor, modelador 3D, Mestre de Kung Fú e instrutor de Boxe Chinês. Os fatos mais atuais sob olhar analítico do "OBSERVADOR DO MUNDO". Acesse Saulo Valley Post in http://paper.li/f-1326286418 ou http://saulovalley.blogspot.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s