>

Inundação em Jan de 2010

<!–[if !mso]>st1\:*{behavior:url(#ieooui) }<![endif]–>

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 16 de Janeiro de 2011 – 11h21min

ÁFRICA DO SUL – JOHANNESBURG

O exército entrou em prontidão para possíveis inundações nestes dias. Os serviçosMeteorológicos avisam sobre os “alto riscos de inundações”.

As águas já subiram para um nível considerado perigoso, no maior rio daÁfrica do Sul, o Rio Orange.

Segundo o “The Zimbabwean”

O rio nasce nas montanhas Drakensberg, na parte oriental do país, perto doLesoto e fluxos para o oeste em todo o país e ao longo da fronteira sul com aNamíbia antes de desaguar no Oceano Atlântico, percorrendo uma distância de 2.200 km.

“Estamos esperando as chuvas acima do normal”, disse CobusOlivier, um cientista Sul-Africano do Serviço Meteorológico. Vuyelwa QingaVika, porta-voz do Ministério dos Negócios governança cooperativa e tradicional,disse que 36 pessoas haviam sido mortas em grandes inundações, sobretudo naprovíncia de KwaZulu-Natal, partes do qual foram inundados por um afluente dorio Orange.

Do outro lado, ao noroeste da África do Sul, a vizinha Namíbia está em modode espera, observando os níveis de água em constante aumento no rio Orange,disse Japhet Itenge, o chefe da Diretoria de Gestão de Desastres do país. “Estamosmonitorando a situação e os conselhos municipais foram informados”.

As autoridades do rio Zambeze (ZRA), composta em conjunto de funcionários daZâmbia e do Zimbabwe, disse que abriria as comportas da barragem de Kariba,situado entre o Zimbabwe e a Zâmbia noroeste sudeste, em 29 de janeiro. Istopode causar enchentes na região.

Tradução: Saulo Valley

Anúncios