Saulo Valley Press

"O Observador do Mundo"

>DEMOCRACIA: UM TERMO, UMA PRÁTICA OU UM SISTEMA POLÍTICO?

Deixe um comentário

>DEMOCRACIA: UM TERMO, UMA PRÁTICA OU UM SISTEMA POLÍTICO?

Por Saulo Valley – Rio de Janeiro, 12 de Janeiro de 2011 – 15:26 Atualizado às 16:15.
Apesar de o termo ser bem claro e de fácil compreensão nos dias atuais, o sentido democrático é algo que precisa ser discutido amplamente. Quando usamos o termo “Ditadura”, lembramo-nos dos tempos de militarismo e da terrível era do líder Adolf Hittler.
Nos dias atuais, os conflitos político-militares, tem se tornado algo quase impossível de ser controlado. A tendência do mundo de hoje para a anarquia generalizada, é uma realidade.
Isto se dá pelo fato de usarmos termos antigos, com significados ultrapassados, para explicar ações modernas, ou evoluções das passadas.
Quando surgiu o Comunismo, ninguém poderia imaginar que mais tarde surgiria o “socialismo-comunista”. Nem muito menos imaginar que nasceria o “Socialismo-democrata”, e talvez a “Democracia-comunista”.
Estas nomenclaturas ajudam a explicar ações, ou pelo menos o princípio delas. Mas no fundo as novas práticas de governo têm sido mais amplas e misturadas, seguindo o rumo da globalização, em que tudo se mistura e foge aos padrões e identidades.
 Isto faz com que as pessoas não consigam definir suas opiniões, nem suas posições na sociedade.
 Se um governo comunista abre mão de exigências tipicamente comunistas e apóia a defesa dos direitos humanos (por exemplo), a liberdade de expressão, o direito de ir e vir, mas se fecha administrativamente e não compartilha sua essência militar com países “democratas”, qual é o rótulo que ele receberá?
Assim é a tendência, por exemplo da China, acredito eu daqui a uns 20 anos. Ela manterá seu regime de governo o mais próximo possível de um comunismo-socialista, para ampliar seus horizontes, compartilhando tecnologias militares leves e produtos de exportação em geral. Mas permanecerá evitando as negociações com países conhecidos como “Potências Democratas”.
Esta idéia já vem se tornando uma tendência. A lista liderada pela China, Iran, Brasil, Venezuela, Cuba, Coréia do Norte que vem sendo aumentada velozmente, em rejeição à atual forma de “Democracia”.
O que há de tão ruim na “Democracia”? Nos dias de hoje, o termo refere-se literalmente aos Estados Unidos. Quando um país comunista ou socialista torna-se democrata, os políticos americanos festejam mais que qualquer outro grupo no planeta.
A Democracia representa a abertura do mercado local para livre comercialização, intercâmbio, troca de tecnologias e principalmente o compartilhamento de sua inteligência e território, para a implantação de políticas de expansão dos EUA.
Torna livre o acesso da ONU, UNICEF e outras organizaçõesmanipuladas por Washington, para fins políticos literalmente próprios. Obriga o governo a participar de organizações e tratados que reúnem países que já são aliados militar e politicamente dos Estados Unidos.
Este novo país “democrata”, como é o caso do Sudão do Sul, permitirá a instalação de multinacionais que explorarão seus recursos naturais, a preços bem ridículos. Levarão mão de obra barata e devolverão tecnologia, alimentos, roupas e eletrônicos a preços exorbitantes.
Mais além, vou te afirmar que todo governo democrata recém-formado só chegou a este processo, sob intensa pressão psicológica e estratégica americana. É praticamente impossível que um presidente eleito, nestes países, não sejam PLANTADOS pela inteligência (eu chamo de interesse) americana.
Um líder anti-americano jamais tomaria posse. EntãoDemocracia é uma linguagem que justifica total intromissão de alheios em sua vida pessoal, bem como a exploração de todos os seus recursos e talentos, tornando-o apenas num consumidor em potencial.
Este é o caso do Iraque, Afeganistão e Paquistão. Sem falar nos países que não sofreram intervenção, por se tratarem de países mais independentes politicamente, mas que já haviam anunciado seu estilo democrata de governo. É a mesma coisa de uma pessoa que não pratica religião alguma, mas para não ficar sendo mal visto, diz ser “Católico não praticante”. Parece ser uma posição confortável, mas não é elegante (ao contrário do que se pode pensar). Esta afirmação diz que você apóia psicologicamente, mas NÃO É!
Os países que fecham suas portas e até janelas, e não permitem que os vizinhos fiquem espionando, nem se metendo em suas vidas íntimas, estes são conhecidos como governados por Regimes Comunistas liderados por DITADORES!
Não quero generalizar, nem dizer que o comunismo é um sistema maravilhoso! Estou dizendo que o que nós pensamos sobre democracia, não é o que ocorre na prática!
Por exemplo, Brasil é um país democrático, onde o Serviço Militar e o Voto são obrigatórios! Onde os militares não têm salário digno e ospolíticos (que hoje são civis) brincam com o patrimônio público, utilizando estes recursos para interesses pessoais e deixando o povo na miséria!
Ao mesmo tempo, o ex-presidente Lula exerceu um governo comunista-socialista, enquanto entendia-se que o regime do país seria democrático. Dilma assumiu a Presidência anunciando que continuará mantendo o método de governo de Lula, e é claro, desenvolverá seu próprio estilo com basena sua formação militar comunista.
Por adotar uma tendência comunista ou socialista, ou comunista-socialista, o Brasil já caminha para a MARGINALIZAÇÃO, e não é mais bem visto pelo governo americano, já que sua ansiedade por fechar as portas e as janelas para os vizinhos que não forem convidados, está cada vez mais clara.
No ano de 1500, quando o Japão foi descoberto pelos europeus (que buscavam achar o famoso caminho para as índias), o pequeno país se viu completamente dominado pela cultura européia, religião cristã, escrita e até o idioma!
Quando o imperador morreu, seu sucessor Tokugawa Ieyasu,em determinado momento percebeu que o Japão havia perdido todas suas raízes. Ninguém mais queria escrever em ideogramas e muito menos falar em japonês! As religiões budista, xintoísta e taoista, foram abandonadas, quase que completamente. As artes locais e todas as formas de expressão cultural foram sendo deixadas para trás.
Então o novo imperador baixou um novo decreto entre 1618 e 1650, expulsando todos os estrangeiros, proibindo a conversação em idiomas que não fossem nativos. Banindo as religiões européias e todas as formas de cultura estrangeira. Fechou as portas do Japão e obrigou o povo a voltar às raízes.
Durante cem longos anos, os japoneses lutaram para continuar “vivendo a vida alheia”, mas o imperador não cedeu e decretou pena de morte para os rebeldes. Naquele período morreram mais de cem mil pessoas, por causado cristianismo, do catolicismo, do inglês, do francês e das diversas culturas ocidentais.
O Japão reabriu as suas portas para o mundo ocidental por volta de 1854, quando os EUA forçaram a abertura dos portos… Mas na década de oitenta, o Japão se abriu completamente, tornando se o que hoje é.

Hoje  o inglês é o segundo idioma oficial, todos os canais de televisão de linguagem japonesa, tem legenda em inglês e há muitos canais completamente americanos, com legendas em japonês. O Japão é  (obrigatóriamente) aliado dos EUA. A juventude curte Rock, pratica futebol, Surf,  masca chicletes, adora Mariah Carey, Byoncé, Rihama, Michael Jackson e Usher. Por sorte Ronaldinho Gaúcho ainda é o favorito no futebol.

Há 10 anos, a China decidiu abrir apenas sua porta da sala de visitas. E olhe lá!
Isto é democracia e ditadura.
Tortura de presos, condenação de inocentes, manipulação de informações, falsificação de depoimentos, experiências genéticas, proibições e controle de cada passo da população são praticas diárias dos Estados Unidos.
Esta é uma afirmação que não tenho o menor receio de fazer. Basta ler este blog, e ver que há muitas coisas praticadas pela democracia que são típicas da ditadura. O ultimo exemplo:Quando o Wikileaks começou a espalhar os cabos classificados da embaixada americana, Obama PROIBIU que qualquer de seus funcionários acessassem, lessem ou falassem no nome “Wikileaks”. Também limitou o aceso da população, tirando o site do ar, impedindo de ser acessado por qualquer usuário estando na América.

Então: O que é Ditadura ou Democracia?

Autor: Saulo Valley

Jornalista da Web, repórter, escritor, poeta, radialista, cinegrafista, fotógrafo, Videoprodutor, músico, compositor, modelador 3D, Mestre de Kung Fú e instrutor de Boxe Chinês. Os fatos mais atuais sob olhar analítico do "OBSERVADOR DO MUNDO". Acesse Saulo Valley Post in http://paper.li/f-1326286418 ou http://saulovalley.blogspot.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s