>

Segunda, 

A Comissão Geral Parlamentar islandesa reuniu-se ontem para discutir a proibição de que Visa e Mastercard colocados para as doações para o WikiLeaks, segundo relatórios do The Grapevine Reykjavik.
Estavam presentes representantes de empresas islandesas de pagamentos eletrônicos e Valitor Borgun, que trabalham com Visa e Mastercard, os consumidores «Aliança, a Anistia Internacional, e o porta-voz do WikiLeaks Kristinn Hrafnsson, que se juntou através de link de vídeo.
Robert Marshall, o presidente da comissão, disse que “As pessoas queriam saber com que base legal a proibição foi tomada, mas ninguém podia responder-lhe. Eles disseram que essa decisão foi tomada por fontes estrangeiras”. O comitê pediu mais informações das empresas, para provar que não havia base legal para tal proibição.

Marshall acrescentou que foi o parecer da comissão que os certificados de funcionamento de Visa e Mastercard devam ser “seriamente revisto”, relata o The Grapevine Reykjavik.Datacell, a empresa de handling, doações via cartão de crédito para WikiLeaks, já declarou que iria fazer uma ação legal contra a Visa e Mastercard.
PostFinance, o braço bancário dos Correios Suíços, encontrava-se sob investigação, bem como por potencialmente violar leis de sigilo, divulgando publicamente que fechou conta Julian Assange no banco, informou a AFP. “Estamos investigando se, em relação ao comunicado de imprensa Postfinance, houve uma ação punível,” segundo Hermann Wenger, juiz de instrução da região de Berna-Mittelland, informou Sonntags Zeitung.
Como relatado anteriormente, o Wau Holland Foundation também iniciou uma ação legal contra o PayPal, resultando em PayPal acordo para liberar os recursos bloqueados. Em entrevista à revista Der Spiegel de hoje, Hendrick Fulda, um membro do conselho da fundação, disse que “cada nova publicação o WikiLeaks desencadea uma onda de apoio e doações que nunca foram tão fortes como agora. Mais do que 80000 € foram aportados em uma semana através do PayPal sozinho. Teremos que ver o impacto que a remoção do PayPal em nosso fundos causarão – disse o porta-voz do Wikileaks. “

Tradução: Saulo Valley

Anúncios