Saulo Valley Press

"O Observador do Mundo"

>Frequentes tremores nos EUA e La Niña já anuncia inverno mais intenso e frio que o normal

Deixe um comentário

>

Os tremores registrados na semama, na Califórnia

Por Saulo Valley

Do centro da terra, vem os tremores que tem marcado a costa americana últimamente. Do oceano Pacífico, as variações de temperatura que provocam  a aparição do El Niño (altas calorias )e La Niña (baixas calorias) em períodos de 2 a 5 anos.

 21 de outubro de 2010

O noroeste do Pacífico deveria se preparar para um mais frio e úmido da média dos invernos, enquanto a maior parte do Sul e Sudeste será mais quente e seca que a média em fevereiro de 2011, de acordo com o relatório anual de Inverno divulgado hoje pelo Climate Prediction Center da NOAA.

De moderada a forte La Niña será o fator dominante que influencirá o clima na maior parte do tempo nos EUA, neste inverno.

La Niña está associada com o queda da temperatura normal da água no Oceano Pacífico Equatorial, ao contrário do El Niño, que está associado com as temperaturas da água mais quente que o normal. Ambos os fenômenos climáticos, que normalmente ocorrem a cada 2-5 anos.

As condições meteorológicas influenciam todo o mundo e muitas das vezes levam eventos climáticos a níveis extremos. No inverno passado, o El Niño contribuiu para quebrar recorde de chuva e neve levando a graves inundações algumas partes do país, com o calor recorde e as secas em outras partes do país.
Embora o La Niña seja o oposto do El Niño, que também tem o potencial de trazer extremos climáticos para os Estados Unidos.

“La Niña está imóvel e irá reforçar e persistir ao longo dos meses de inverno, dando-nos uma melhor compreensão do que esperar entre dezembro e fevereiro”, disse Mike Halpert, vice-diretor do Climate Prediction Center – uma divisão do Serviço Meteorológico Nacional . “Este é um momento bom para as pessoas reverem as perspectivas e começarem a se preparar para o inverno e estocar alimentos.”

“Outros fatores do clima desempenharão importante papel nas alterações do tempo no inverno, às vezes em todo o país”, acrescentou Halpert. “Alguns desses fatores, como a Oscilação do Atlântico Norte, são difíceis de se prever a mais de 1-2 semanas de antecedência. A “N.O.A.A.”. adiciona incerteza na previsão do Nordeste e partes do Meio-Atlântico no país. “

Fonte:http://www.weather.gov/

Autor: Saulo Valley

Jornalista da Web, repórter, escritor, poeta, radialista, cinegrafista, fotógrafo, Videoprodutor, músico, compositor, modelador 3D, Mestre de Kung Fú e instrutor de Boxe Chinês. Os fatos mais atuais sob olhar analítico do "OBSERVADOR DO MUNDO". Acesse Saulo Valley Post in http://paper.li/f-1326286418 ou http://saulovalley.blogspot.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s