>06 de novembro de 2010, 22:31 GMT
Washington – A aprovação formal da reforma ao longo da discussão do Fundo Monetário Internacional aumenta o peso do Brasil, Rússia, Índia e China no Conselho Executivo.
A mais fundamental na história de 65 anos do fundo, foi aprovada na sexta-feira pelo conselho executivo do FMI e significa que os membros europeus, nomeadamente a Bélgica e a Alemanha, vão perder influência na organização.
As alterações também dão mais responsabilidade financeira para os quatro países, que têm brigado por mais reconhecimento internacional de sua capacidade de desenvolvimento econômico.
O acordo de avanço nas reformas foi alcançado no mês passado em Kyongju, Coréia do Sul, onde os negociadores do bloco novo mundo econômico – o G20 – chegaram a uma nova decisão sobre a 

 redistribuição dos direitos de voto do FMI.

O anúncio oficial ocorrerá entre os dias 11 e 12  de Novembro, na cúpula de líderes do G20, em Seul. 

  O G20 tem a grande influência e já substituiu o G8 sobre questões econômicas internacionais, depois de se reunir no outono, durante a crise de 2008 como o mundo estava à beira da ruína financeira.

Fonte: http://www.monstersandcritics.com/news/business/news/article_1597118.php/IMF-reform-gives-Brazil-Russia-India-China-more-voice

Anúncios