>

Tem muita gente que não quer enxergar as coisas como elas são. 
Por exemplo:  Meu herói número um, é o LLCOOL. Porque? Gostaria de ser fisicamente parecido com ele. É verdade! Mas eu nasci de linhagem francesa. Magro, alto e com o mínimo (possível) de massa muscular e gordura.  Por mais de 25 anos pratiquei KUNG FU intensamente. No Exército pratiquei o PENTÁTONO. Ainda pratiquei MUSCULAÇÃO e pratico BOXE CHINÊS, CORRIDA A PÉ, CAMINHADA E PASSEIOS DE BIKE.  Quer saber? Continuo magro! Nem de longe consigo ganhar massa! Gastei 4 anos para ganhar 10 kilos e perdi em menos de 1 ano! A natureza não é tão flexível quanto parece.
 Além dos homens, as mulheres também se espelham em grandes beldades do mundo POP. Primeiramente a Byoncé, Fergie, Agelina Jolie, Mulheres Morango, Melancia, Samambaia, Ivete Sangalo entre muitas outras! Mas a verdade que é difícil de se aceitar:
NÓS, SIMPLES SERES MORTAIS NÃO TEMOS “PODER” PARA SEQUER CHEGARMOS PERTO DELES! São semi-deuses que tiveram seus corpos formatados no Olimpo e polidos pelos mais caros “joalheiros” do planeta!
Mas a mídia diz que nós podemos deixar de ser nós mesmos, e ser como ELES, então PODEMOS!
Mergulhamos no maior stresse de ficarmos malhando dia e noite, comendo muitos carbohidratos e consumindo coquetéis vitamínicos cada vez mais poderosos! Ainda temos a dificuldade de vivermos às margens de inúmeras praias, e niguém quer ser flagrado com umas gordurinhas a mais aqui ou alí!
O pior, é que ninguém quer gastar 4 anos malhando, pra chegar ao corpo ideal! A ansiedade é tanta, que hoje em dia, a gente chega numa academia pela primeira vez e os instrutores apresentam imediatamente (antes que peçamos) uma série de exercícios que nos permita chegar aos resultados esperados em, no máximo 3 meses! Haja mutação!!!!
Então, estamos sendo elogiados por meio mundo. Felizes, começamos a diminuir o rítimo. Em menos de 6 meses, 80% das pessoas que ingressaram numa academia no mesmo período, já evadiram e voltaram à vida ociosa de antes (só agora com um CORPÃO)!
Pesadões, carregados de massa muscular, somados aos hábitos alimentares adquiridos nos tempos de academia. A tendencia é manter quase o mesmo consumo de nutrientes, porque a massaroca precisa ser IÇADA! Só que agora, a gente digere muito mais do que consome! Moral da história:
Os carbohidratos vão se acumulando no organismo (embaixo de tecido adiposo) e se “acomodam” aguardando alguma futura necessidade monstruosa de caloria. Se a gente não exerce nenhuma atividade que “queime” estas calorias, então vamos AUMENTANDO LIGEIRAMENTE O PESO, com uma camada tão difícil de se dissolver, que parecerá uma blindagem!
Quando mais passa o tempo, mais preguiçosos vamos ficando, e o corpo cada vez mais pesado. Anos mais tarde, cansados de lutar contra a balança, chegamos à conclusão que nunca seremos POP STARS!

Sentados (como que amarrados) no sofá, comendo como leões de frente pra tv, que cresce dia após dia também, já começamos a olhar para nossos filhos gordinhos e dizer: “Não adianta lutar contra a natureza.” Vamos deixar as crianças como são! Então o  círculo vai se fechando e percebemos que caímos numa grande cilada! De POP STARS, A POOR STARS.
Ainda tem aquelas pessoas que já estão acima do peso e vão pra academia pra modelar a banha!
É isto mesmo. Elas pensam que estão ficando cada vez mais fortes, e sem o mínimo de acompanhamento médico, nutricionista ou profissional competente, iniciam a musculação, antes de perderem peso. A moral da história é esta ao lado!  Nas ruas nos deparamos com pessoas assim todos os dias. Sentem-se poderosos por alguns meses, e um lixo pelo resto da vida! Alguns acabam se odiando e outros passam a fazer piadas de si mesmos! Tudo por causa de uma pequena mentira que a bruxa da mídia nos contou, e acabamos mordendo a maçã podre!
Porque nós, seres humanos adoramos mentir pra nós mesmos? Porque não procuramos o caminho mais longo e mais eficiente, ao invés do mais prático e superficial? É falta de cultura, ou é a cultura do imediatismo barato? De fato ninguém quer ser o menor, na “cadeia alimentar” e busca se impor a qualquer custo. Pena que quase nunca este preço pode ser pago com moedas.
A saída mais eficiente, é usar toda esta “inspiração” adquirida atravéz da mídia e fazer exercícios coordenados por profissionais e acompanhados por médicos e nutricionistas. Praticar com frequência, sem exigir resultados imediatos e comer o que se consome nas atividades intensas. Não praticar menos de 1 hora de exercícios e não sobrecarregar o corpo com peso excessivo. Até porque, o levantamento excessivo de peso, não aumenta a massa, apenas INCHA!
Não substituir os alimentos naturais por complementos ou suplementos vitamínicos. O nome já diz que são secundários.
 Postado em 27/08/2010 por @SauloValley
Anúncios