Saulo Valley Press

"O Observador do Mundo"

>CRIMES INCOMUNS EM FAMILIA – Internacional

Deixe um comentário

>

“Americano é acusado de EXECUTAR filho que confessou ter molestado a meia-irmã”

Um americano foi acusado pela polícia de Detroit de ter executado o próprio filho adolescente depois de o garoto, de 15 anos, ter dito que molestou a meia-irmã de três anos e meio.

O pai, Jamar Pinkney, teria matado seu filho, Jamar Jr., com um tiro na cabeça, apesar de o garoto ter implorado para ser poupado, segundo a mãe dele, Lazette Cherry.
De acordo com informações veiculadas pelo jornal Detroit Free Press, Cherry tinha alertado Jamar de que o filho teria confessado ter mantido “contato impróprio” com a meia-irmã.
Pinkney, um carteiro de 37 anos, chegou à casa dela com uma arma.
“Ele começou a bater nele ali (na sala). Eu disse ‘Não, por favor, pare!'”, afirmou Cherry ao jornal.
Segundo ela, depois de bater em Jamar Pinkney Jr., o pai o fez tirar as roupas, levou o adolescente para fora de casa e o obrigou a ficar de joelhos, enquanto o menino gritava “Não, papai! Não!”. Pinkney então pegou a arma e matou o filho com um tiro na cabeça.

Na foto, Cherry (esposa) aparece acompanhada de uma policial, que tenta acalmá-la.

Pinkney se entregou à polícia, que o indiciou por homicídio qualificado e agressão. Ele poderá ser condenado à prisão perpétua.
“Nenhuma pessoa tem direito de exercer a pena de morte em outra pessoa, não importa o quão repreensível tenha sido o comportamento – por isso temos leis”, afirmou a promotora Kym Worthy.
Pinkney trabalhava como carteiro para os Correios dos Estados Unidos desde 1994 e, de acordo com colegas de trabalho e vizinhos, nunca esteve envolvido com episódios de violência ou crime.

FONTE: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2009/11/091120_mortefilhodetroit.shtml

__________________________________________________

“Brian Thomas, um inglês que matou a esposa, estrangulada enquanto dormia, foi posto em liberdade e considerado inocente pela Suprema Côrte Britãnica.


O crime

Julho de 2008 – Eles estavam de férias e decidiram acampar. Dormiam dentro da van, de frente para o mar. Tinha tudo pra ser um momento muito especial e romãntico… Mas ao se deitarem para dormir, Brian Thomas teve um terrível pesadelo de que um intruso havia invadido seu carro, e “lutou” com ele! Quando acordou, encontrou sua esposa morta estrangulada.


Julgamento

Considerado doente, o júri o inocentou e o libertou, enviando-o para tratamento pisiquiátrico.  Segundo a côrte, Brian Thomas, que admitiu o crime, sofria de “desordem do sono”, quando, neste caso a mente não tem nenhum controle sobre o corpo. Sua esposa era sua namorada deste a infãncia e estavam juntos há 40 anos. Ele com 59 e ela com 57. O casal teve duas filhas
A Alta Côrte de Justiça denominou Brian como ” Um marido devotado, e não havia condenação contra ele.

Anúncios

Autor: Saulo Valley

Jornalista da Web, repórter, escritor, poeta, radialista, cinegrafista, fotógrafo, Videoprodutor, músico, compositor, modelador 3D, Mestre de Kung Fú e instrutor de Boxe Chinês. Os fatos mais atuais sob olhar analítico do "OBSERVADOR DO MUNDO". Acesse Saulo Valley Post in http://paper.li/f-1326286418 ou http://saulovalley.blogspot.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s