Saulo Valley Press

"O Observador do Mundo"

>Direitos Autorais x Industria de Eletrônicos

1 comentário

>
Antigamente, tinhamos o VINIL, por muitos anos, alias, se manteve. Surgiu a pirataria e as gravadoras se sentiram prejudicadas. Derrepente a Philipps lança o primeiro Disco Laser, que mais tarde veio a se chamar Compact Disc. Sua finalidade era impedir o crescimento desenfreado da pirataria e ao mesmo tempo oferecer um produto mais resistente. A promessa era que seria à prova de choques e arranhões.

Com a proliferação da cultura do Compact Disc, o popular “CD”, a industria de eletrônicos decidiu ir mais além e lançar o gravador doméstico de CDs. Era um equipamento meio grande. Parecia mais um VideoK7 player, que tb já havia sido lançada a sua versão doméstica de gravação, que fez com que a população brasileira começasse a sentir os primeiros gostinhos das cópias não autorizadas.

A coisa foi ganhando forma. Então, com menos de dez anos, para evitar a pirataria causasse grandes prejuízos nos mercados de gravação de musica e filmes, foi criado o DVD. Este tb tinha a proposta de ser mais resistente, ter maior capacidade de armazenamento e uma qualidade quase impossível de ser superada posteriormente! As fábricas era enormes! Os equipamentos tão grandes perigosos. A operação destes equipamentos geravam inúmeras doenças caso não usassem roupas especiais. A matéria prima vinha completamente do exterior! Era um bem de consumo caro! Mas a qualidade compensava o esforço!

Mas a indústria de eletrônicos não perde a oportunidade de lucrar! Ao menor sinal positivo, seus olhos saltam da órbita e começam as especulações, até que acabam lançando no mercado os famosos GRAVADORES DOMÉSTICOS, de todas as mídias possíveis no planeta!

Atualmente mais de 90% dos CDs ou DVDs vendidos no Brasil, são piratas!
Isto quer dizer que o mercado que depende dos direitos autorais para se manter, (isso incluia a mim também) tem que divir os míseros 10% entre eles.

Trilhoes de dólares são investidos periódicamente em novas pesquisas para se produzir uma mídia nova, com qualidade incomparável e mais resistente, acima de tudo à pirataria!

Então, liderados pela SONY, o mundo dos Direitos Autorais, tem um nova arma: O BLUE RAY!
Este CD é simplesmente incrível! Eu imaginava que depois do DVD, não haveria mais nenhuma possibilidade de melhorar a qualidade de uma imagem masterizado pelos estudios de HOLLYWOOD. Lançado oficialmente no final de 2008, pela SONY INTERNACIONAL, apoiada por quase todas as companhias de Audio e Vídeo do planeta, o BLUE RAY chega caro, mas com uma grande promessa e missão.

Mas, quase que simultãneamente, a industria de eletrônicos já lançou o GRAVADOR DOMÉSTICO de BLUE RAY!
Mas agora, pouco importa. Porque a INDUSTRIA de ELETRÔNICOS agora investe nos GRAVADORES de BOLSO!

Desde que lançou o Gravador Doméstico de CDs, a industria de eletrõnicos , já lançou os MP3 Players, os Celulares que tocam, baixam MP3. O meu novo aparelho, vem com dispositivo que permite gravar a programação de uma rádio qualquer e reproduzir quando bem desejar, podendo guardar no PC via USB, que pode ser enviado pra NET…

Se estou entendendo bem o que está acontecendo, dentro de menos de 15 anos, não haverão meios de se proteger um direito autoral! Já que a Industria de Equipamentos Eletrônicos não tem limites e nunca houve um órgão que controlasse seus passos largos e gananciosos!
TUDO EM NOME DO PODER! FALA SÉRIO!

Anúncios

Autor: Saulo Valley

Jornalista da Web, repórter, escritor, poeta, radialista, cinegrafista, fotógrafo, Videoprodutor, músico, compositor, modelador 3D, Mestre de Kung Fú e instrutor de Boxe Chinês. Os fatos mais atuais sob olhar analítico do "OBSERVADOR DO MUNDO". Acesse Saulo Valley Post in http://paper.li/f-1326286418 ou http://saulovalley.blogspot.com

Um pensamento sobre “>Direitos Autorais x Industria de Eletrônicos

  1. >achei este blog no MSN Tecnologia – Techguru: http://msn.techguru.com.br/O-fim-do-CD-de-m%C3%BAsica.htmO fim do CD de música29.12.2008 15:00 35 Comentários postado por Clara Maranhão Próximo Post Post AnteriorMais uma crônica de uma morte anunciada. Agora é a vez do CD de música que, segundo o Gartner, está com os dias contados. Segundo estudo da empresa de análise de mercado, o Natal de 2008 deve ter sido o último para comercialização dessa mídia.Segundo a consultoria, as gravadoras terão de, agora, encontrar novos modelos de negócio para se manterem sustentáveis. Isso porquê ainda não conseguiram investir na distribuição de música online nem combater a pirataria. Como resultado disso, ainda não encontraram um modelo ideal de negócios.Em 2007, as vendas de música online representaram 23% da receita da indústria fonográfica nos Estados Unidos e em torno de 15% do mercado mundial. Um dos fatores que vêm puxando o crescimento desse serviço é a expansão da banda larga, que em 2012 deverá estar presente em 77% dos lares americanos.Nós aqui no TechGuru temos dúvidas se os compact discs estão mesmo fadados à morte tão cedo. E você, acha que o CD vai morrer? Posts relacionados * Tags: * Multimídia * Gartner * mídia * mídia digital * CDPróximo PostPost AnteriorComentários dos leitoresenviado por Naldo.Goes29/12/2008 15:24Acho, do mesmo jeito que as fitas, VHS e LPS cairam e como o DVD vai cair, Tecnologia trocada por outra, eu mesmo não tenho nenhum CD; todas as minhas músicas são no PC. Mas… Sempre tem aqueles que gostam de: “é do meu tempo”. Sem contar que ainda tem pessoas que escutam LPS = ]Responderenviado por Luis Gustavo29/12/2008 18:51axo que os CDs estão mesmo fadados a morrer, mas com certeza não tão cedo, assim como ainda existem LPs e os K7 ddemoraram uns tres anos para sumir depois da popularização do CD acho que esse tipo de midia ainda aguenta uns bons tres ou quatro anos.Responderenviado por Augusto29/12/2008 19:09mesmo depois que sairem do mercado, vao continuar sendo usados por um bom tempo… aki em casa por exemplo ainda uso o video k7…Responderenviado por Ezequiel SBC29/12/2008 19:23concordo com o Augusto. um bom jeito de se comercializar musicas seria colocalas em pen-drivers de uns 256 à 512mb que é mais que o suficiente para caber no maximo 20 faixas de musik. (e é claro inventarem um estojo pra guarda igual existe pros CD/DVD)Responderenviado por Sl8r Jeff29/12/2008 21:39Com certeza o CD de musica irá acabar, mas o CD acho que ainda dura por um bom tempo, pois ainda é uma otima midia de armazenamento. Essa ideia dos Pens é razoavelmente boa, pois ainda vão continuar pilhas e mais pilhas deles, igual a CDs que preenchem a estante e até você encontrar o que quer vai ser meio demorado. E se no Brasil tentarem implantar uma nova forma de vender musicas podem aguardar que será o olho da cara.Responderenviado por Sl8r Jeff29/12/2008 21:41E só complementando. A pirataria continuará a existirResponderenviado por Rafael Bernardo29/12/2008 23:08na minha opinião, músicas deveriam ser comercializadas agora somente em cartões de memória ou pen drives e pela internet (de preferência pelo iTunes, uso e acho muito bom, pena a iTunes store não funcionar no Brasil). concordo sim que o cd vai parar de ser comercializado em breve, mas não por todas as gravadoras… o cd ainda demorará a sumir pelo menos até 2011, na minha opinião, uma hora isso tinha que acontecer… afinal, novas tecnologias sempre substituem as antigas… daqui a uns dois anos (na minha opinião) é a vez do dvd começar a sumir…Responderenviado por Murilo30/12/2008 07:09CD ?? o que ser isso ?? ehehehResponderenviado por João Filippe30/12/2008 08:19Eu acho que o Rafael Bernado está certo, já surgiram novas tecnoloogias, é só olhar o mp3, é compativel em quase td, no carro do meu pai o cd Player aceira dispositivos usb, cartão de memória até bluetooth. Acho que se as empresas investirem agora nessa tecnologia vai até mesmo diminuir com a pirataria. Quem vai querer ir no Camelo com um monte de gente comprar cd pirata enquanto podebaixa pela net?Responderenviado por Leonardo da Silva Galindo30/12/2008 12:00Uma coisa é certa!eles não são mas a sensação.Responderenviado por mcknighit30/12/2008 12:53Espiero que se emtendido !””!! rs aquí en españa … este tipo de medios de comunicación ya se está prohibido ;;;;”” como la cinta k7 “Creo que en el Brasil;;; Creo que el mundo o no durará hasta mediados del próximo año … así que dependerá de las nuevas tecnologías.Responderenviado por André Oliveira30/12/2008 13:18Acho que o formato CD deve morrer sim. Mas eu gostaria de um novo formato (pode até ser o pendrive) que viesse numa caixa legal ou um visual legal) e encarte (ou dados do encarte no pendrive, por exemplo). É por isso que ainda compro CDs, pelo fato físico, pra ler ficha técnica, ver as letras, o projeto gráfico. Acho que isso tudo faz parte do que um banda quer para o seu trabalho e não somente a música. Ao contrário da maioria, eu tenho muitos CDs na estante, e LPs e DVDs. Só me livrei das fitas K7. Mas acho uma sacanagem você ter que comprar tudo de novo só para se adequar ao formato novo. Um player de nova mídia deveria suportar os da mídia antiga. Assim como os Blu-ray devem suportar o DVD comum. Ahhh! E não tenho sequer um CD pirata. Esse não é o caminho. Procuro sempre o preço mais baixo de um item legalizado.Responderenviado por Sl8r Jeff30/12/2008 15:33Nossa agora que eu fui ver temos um menina no TG, quero ver um iTv com ela.Responderenviado por Rafael Bernardo31/12/2008 00:03em alguns aspectos, concordo, André.Responderenviado por orlandino jose da silva31/12/2008 07:58penso que não morrerá, é igual a carta ou cartão de natal, existe outras formas de comunicação, porém as pessoas continuam a usar os serviços dos correios da mesma forma.Responderenviado por Rafael Lucas01/01/2009 05:29o unico tipo d cd que eu compro ultimamente eh CD-R uahauhauhua.. msm assim ainda eh CD, esse bagulho ainda tem chããoResponderenviado por allan fortaleza03/01/2009 08:56Como será a nova hightec dos cds? para mim o cd duraria mais 20 anos ainda é muito moderno O COMPACT DISC-CD.trazer outra tec. em musica é falir os bolsos da classe menos favorecidas…Responderenviado por etiene medeiros03/01/2009 09:55Acho que isso é a volta dos LP’S pois ele não podem ser pirateados .Já não era sem tempo.Responderenviado por Gabriel03/01/2009 15:25Na minha opnião vai demorar um pouco a desaparecer os cd’s. Mas acontece que daqui um tempo as fábricas vão forçar o consumidor a abolir esta tecnologia. É que nem um carro. Você compra hoje e daqui uns 15 anos não existem mais peças para conserta-lo. Em breve as empresas vão parar de lançar aparelhos compatíveis, assim como fizeram com VHS e LP, ou até mesmo criar um novo formato de armazenamento de dados para tornar os nossos atuais aparelhos inválidos.Responderenviado por Rony Candeli03/01/2009 15:40. .TORRENT .Responderenviado por HILTON03/01/2009 20:56O CD vai acabar logo! É uma pena, morre o romantismo, morre o corpo. A alma é a música, mas esse corpo é importante como já escreveram outros leitores sobre a utilidade do encarte e a beleza da arte gráfica.Responderenviado por HILTON03/01/2009 21:03O CD vai acabar logo! É uma pena, morre o romantismo, morre o corpo. A alma é a música, mas esse corpo é importante como já escreveu o André Oliveira sobre a utilidade do encarte para se saber da ficha técnica e outras informações sobre a gravação e sobre o artista, para se apreciar a beleza da arte gráfica. E, até como um objeto para colecionar é valido o CD ou o disco de vinil.Responderenviado por Carlos Moura Macedo04/01/2009 11:17O que acabou foi o ato de ouvir musica, no sentido amplo da palavra, digo isso por que sinto que hoje ouvimos efeitos sonoros e não musica fato comprovado com advento da porcaria chamada mp3, musicas no pc, pen-driverResponderenviado por wallace04/01/2009 15:34acho que a midia assinou o seu proprio atestado de obto. uma vez que niguem utiliza o cd como midia para musica. vem a vez do dvd e em seguida o blu-ray eo HD-DVD que promete roubar a cena. e assim nos vamos acompanhado a midia e esquecedo a nossa raiz uma vez que ja nao se fazem mais musicas. e so barulhos e palavrao…Responderenviado por Benito Tavares Polonorte04/01/2009 20:18Tudo não passa de falta de assunto tecnológico não conseguimos nem desvendar todo o potencial do CD. Lembram-se do novo Play Station ou do novo Blu-ray ; Juntando poeira nas prateleiras. Devagar que o santo é de barro.Responderenviado por Alexandre04/01/2009 23:58LP, K7, VHS, CD, MD, DVD, HD-DVD (que mal nasceu e já morreu) e Blue-ray. Assim como aconteceu com o MD, o alto custo afasta as pessoas. Como DVD e Blue-ray são formatos para vídeo, temos apenas o CD como formato físico para música no mercado.Responderenviado por Filipe Rodrigues da Silva Leandro05/01/2009 07:04creio q não, aqui no Brasil não temos outra alternativa se não a de comprar CDS, nem metade dos q usam internet tem banda larga acima de 300K, é muito raro alguém q compre musica pela internet, acredito q tenha caido muito o numero das vendas do mercado de cds, mas acabar acho q pra 2012 talvez… agora algo q cresce muito é o download gratuito.. (piratão) isso acho q não tem como parar. Mas tenho certesa q esse não foi o último ano dos CDS.Responderenviado por JÉSSICA05/01/2009 09:06eu acho q em 2009 continuará sim o uso dos cds, pq pelo menos para mim ele tem muitas ultilidades.E daí talvez em 2011 ele seja substituído por pen drives!!!!Jéssica LangResponderenviado por Carlos manuel de Freitas08/01/2009 18:24na minha opinião os cds ainda vão mais algum tempo visto que muitas pessoas ainda não tem acesso a internet para poder baixar suas musicas ou escutá-las em seu site preferido. o pen drive tbm tem contribudo até para o final dos aparelhos com cd. a propria pirataria tem evoluido trazendo cds em mp3 que acumulam 200 musicas a sua escolha independente da época colaborando para o final do cd original. eu acho que os cds ainda duram mais 3 ou 4 anos até lá deve ser desenvolvida alguma tecnologia acessivel a todos sem precisar usar o cd os produtores de musicas é que precisam se unir e tentar achar uma saída, pois sabemos que o público quer escutar suas músicas porem o preço é muito importante se os cds originais não tiverem um estudo para um preço bom para todos a pirataria continua. Se a pirataria gera milhões como todos falam pelo preço que é pq não reduzir o preço dos originais para que as vendas aumentem e a diferença for pequena tenho certeza que os originais lideram enquanto isso não acontece eu continuo escutando minhas músicas no pc. Carlos ManuelResponderenviado por reinaldo carvalho08/01/2009 18:57olha acho que nao sera tao cedo que o Compact Disc sairá de cena. isso so acontecera se colocarem as outras midias como cartoes de memorias os Mps à um preço mais acessivel que o CD.Responderenviado por william lima08/01/2009 23:07…Se voces assistirem ao pequeno documentário em portugues no youtube, chamado A HISTÓRIA DAS COISAS, entenderá porque eles querem acabar com o cd assim como acabaram com o exelente vinil que podia ter sido melhorado na questão da forma de leitura pois o que o LP responde em frequencias o CD nunca chegará aos pés.Responderenviado por Tiagoquick Tiago Ferreira Sampaio Albuquerque11/01/2009 14:36Acho que até resolverem o problema dos vírus, o cd ainda será utilizado, pois do que adinta pagar por um pen drive com múscias, pelo preço de um CD atual, pra depois o aparelho pegar um vírus? Enquanto esses FDP desocupados ainda não criarem alguma coisa pra quebrar teu som que toca mp3… Tenho minhas dúvidas sobre o desaparecimento tão rápido para o CD. E ainda tem a população de baixa renda, que embora sustente a industria da pirataria, ainda pode não ter acesso a tecnologias.Responderenviado por Ren@tiN Lope$12/01/2009 08:43É provável que acabe realmente,´mionhas músicas são todas no PC e PEN DRIVER, já imaginou as gravadoras vendendo múisica por PEN DRIVER? Com certeza mais caros, é óbvil. Conclusão: deve-se aprimorar, estudar sobre como substituir o velho copact disc.Responderenviado por Daniele Soares12/01/2009 17:02bom, o cd não vai desaparecer tão cedo, mas acho a ideia dos pendrives e cartões de memória um otima!!!!!!Responderenviado por camila gomes de sousa13/01/2009 11:19Na minha opinião os cds não vão “durar” por muito tempono mercado, as novas tecnologias que apareceram têm mudado a rotina de boa parte dos ouivntes de músicas, ora, é bem mais fácil ter um aparelho com gigas de muícas do que carregar a velha bolsinha de cds pra todo canto, tendo em vista que os aparelhos do tipo micro systems que saem das indústrias hoje em dia todos já contam com a entrada USB, o que apressa ainda mais o desaparecimento dos compact discs. Quem adora colecionar cds, que vá comprando os que ainda restam…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s